segunda-feira, 31 de maio de 2010

"Uma Aventura Perigosa"


Título: “Uma Aventura Perigosa”
Autora: Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada
Edição: 4ª edição
Editora: Caminho

Resumo:

Numa loja de informática, os cinco amigos encontraram um rapaz chamado Crípton que tinha quatro irmãos, Hélio, Árgon, Néon e Xéon, que eram cientistas.
O grupo encontrou-se em casa de Crípton e Hélio convidou as gémeas a fazerem um anúncio publicitário para a sua fábrica de perfumes.
No dia de gravações, houve um assalto e todos tiveram de regressar a casa mais cedo. Mas João esqueceu-se da mochila na fábrica e voltou lá para a ir buscá-la. Quando lá chegou, deparou-se com sombras e ruídos estranhos. Então, dirigiu-se ao carro de Hélio para chamar os amigos. Para que, na noite seguinte, pudessem ir à fábrica, Crípton e Chico deram um extracto de alface aos irmãos do primeiro. Nessa noite, com toda aquela agitação, o ladrão escapou-se. Depois do sucedido, Chico ligou a João que foi ter com ele, mas não chegaram a encontrar Crípton. Foram avisar Hélio que, de seguida, encontrou uma pista que os levou à Serra da Arrábida, onde tinham uma casa. Aqui viram Árgon e puseram o plano de Pedro em acção. Encontraram Crípton e souberam que Árgon queria fabricar um gás para fazer desmaiar as pessoas.
Tentaram fugir da casa, mas os raptores e Árgon não os deixaram ir. Felizmente a polícia chegou ao local. Árgon pediu desculpa e ficou tudo em paz. Os bandidos foram presos e os irmãos de Crípton limitaram-se a um pedido de desculpas ao grupo. Mas tudo terminou em bem.
Este livro inspirou-me para fazer uma...
Poção do extracto de alface

INGREDIENTES:
2 colheres de alface em pó( produto só encontrado em laboratório)
4 gotas de água fervida
3 raminhos de erva de um alto monte
Uma colher de café de orégãos
Uma pitada de sal
2 colheres de azeite virgem

PREPARAÇÃO:
Mexer durante dois minutos, sem parar.



- - - - - - -

Este livro mostrou-me que, quanto mais queremos esconder a mentira, mais depressa ela se revela e por isso não devemos mentir. Também me levou a concluir que por vezes podemos evitar um grande sarilho com um pedido de desculpas sincero.
Patrícia Rodrigues

1 comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar